Da crise política. Da crise econômica. Da crise de ansiedade. Existencial. Pânico!
Estamos em pânico. Queremos correr para o colo da mãe, chorar, fechar os olhos e só abrir quando o mundo for aquele mar de rosas que era na nossa infância.
Talvez esse post ainda não sirva para você, mas te garanto que um dia vai. Ou se você tiver muita sorte e for na contramão da vida, ele nunca sirva. Assim espero.
Acho que conheço uns 3, talvez 4 casos pra contar. Um deles é o meu. Quando você chega no terceiro ano do ensino médio toda aquela pressão de passar no vestibular e ~ser alguém na vida~ vem junto. Você estuda, abre mão do seu sono, deixa de sair, se isola em uma sala de estudos e pensa "e se eu não passar? Imagina a vergonha! Fazer cursinho? Eu não!" E você passa. Passa na pública, na federal. "Meu Deus, que sonho!!"
Aí você percebe que seu sonho virou um pesadelo. Virou briga de ego, virou insônia, ansiedade. Virou depressão.
Queremos desistir, fugir para um lugar calmo, correr para o colo dos pais, chorar, chorar muito. "O que a faculdade fez comigo?". Mais uma vez em pânico.
Uma geração de desesperados fingindo ter controle sobre a situação quando na verdade não fazemos ideia do que está acontecendo. Não temos a mínima certeza do amanhã. Não sabemos quem somos nem quem queremos ser. E se sabemos, ainda assim não temos tanta certeza.
Somos bombardeados de informações, tarefas. Nos obrigam a levar uma vida que não é a nossa. Pânico! Pânico!
A única certeza que temos que um dia seremos engolidos por esse mundo e que seremos mais um túmulo no cemitério. "Preciso deixar minha marca, preciso fazer algo pra mudar isso." Mais correria, tarefas, metas a cumprir. Nada daquilo que te completa, nada daquilo é você. Mas você tem que fazer.
A faculdade nos adoeceu, nos emburreceu, nos deixou em crise. A vida nos amaldiçoou com sua rotina e não vemos outro caminho a seguir.
Eu quero andar pelo outro lado. Eu quero sair. Sair dessa ansiedade, desse pânico. Eu quero sair dessa crise.


Boa tarde!! Aleluia um tempo pra voltar a escrever aqui. Depois de viagens e muita correria, só a gripe me fez parar e sossegar um pouco.
Em ritmo de volta as aulas, no post de hoje vou contar algumas coisas típicas que todo estudante que acabou de entrar na faculdade já fez. Tenho certeza que você vai se identificar :)

post completo aqui




Tenho visto muito ultimamente as pessoas comentando sobre a tal da geração que não se importa. Uns se orgulhando de fazer parte e outros dizendo que não são assim. Pois eu também não sou, e essa geração não me representa. Quantas vezes já me senti chata, inconveniente por mandar mensagem, ir atrás, marcar alguma coisa. Mas.. se o "não" eu já tenho, o que eu tenho a perder indo atrás daquilo que eu quero?

Olha, vocês que me perdoem, mas eu vou atrás mesmo, eu me importo, eu quero saber como foi o seu dia porque você é importante pra mim e eu quero te manter por perto. Demonstrar desinteresse só afasta as pessoas e faz com que elas pensem que não são importantes. Porra! Vocês são importantes, vocês são muito importantes!
Se você está lendo isso e não me conhece, você é importante para alguém e se você me conhece, você é importante para mim! E eu vou me preocupar, vou querer saber como você está porque se você faz parte da minha vida é porque eu escolhi (ou o universo escolheu) que você estivesse por perto. E porque diabos eu vou ignorar uma pessoa que faz parte do meu dia a dia e me ajuda a construir quem eu sou? E eu não estou falando só daquele chush ou daquela paixão platônica.. Tô falando dos amigos que minimizam a dor do outro ou que simplesmente ignoram. Você não é fodão fazendo isso, você só mostra que há um vazio tão grande dentro de você que você não se permite sentir e não permite com que os outros te sintam. PERMITA-SE!
Permita aquele frio na barriga chegar e roubar todas as suas falas, permita-se sentir medo, sentir borboletas no estômago, permita-se levar um fora. Porque a vida é isso. A vida não é feita de "sim", a vida é feita de não, de talvez e de espere. Permita-se conhecer as pessoas, conhecer a si mesmo. Não fique na defensiva achando que a melhor solução é não sentir. Que vida é essa que você leva? Permita aquela música romântica brega fazer sentido pelo menos uma vez na sua vida, e permita que o sono vá embora quando você ficar a noite pensando em alguém ou esperando seu celular tocar. 
Eu sinceramente tenho preguiça dessa disputa de quem se importa menos. Porque eu vou perder e eu odeio perder. Eu me importo, eu sinto, eu gosto e eu me permito. Tem interesse? Demonstre, fale, mande mensagem, ligue, chame pra sair, a vida nos dá de volta tudo aquilo que damos pra ela e a coisa que mais importa é o amor. Transborde. 




"Te escrevo porque não posso te encontrar e mesmo se pudesse não conseguiria expressar em palavras metade do que eu sinto. O que eu tenho para dizer é muito, o que eu sinto é mais ainda. Nunca pensei que viveria de saudade e cá estou submerso num rio congelado onde não há saída. Resta me afogar. Enfim me entrego. Não resisto mais. As forças que eu tinha foram inúteis tentando te tirar da minha vida e hoje finalmente se esgotaram. Me resta aceitar. Aceitar que você foi feita para ficar. E mesmo indo você está aqui porque não me permiti te soltar. O que me resta é fechar os olhos e deixar que esse peso amarrado a mim me leve cada vez mais fundo nesse rio."



Aprendi da maneira mais dolorosa que amar é libertar. É querer o sorriso sendo você o motivo ou não. É querer paz para o outro porque isso te traz paz. Amar e desapegar mas montar um ninho dentro de você para que na hora certa o amado se achegue e goste de ficar. Porque ninho não é gaiola, é abrigo, é lar, é aconchego. É quente e é sincero. Amar é desprender-se do egoísmo e principalmente não cobrar amor de volta. Amar é "quero que você seja feliz" da forma mais pura possível. Porque amar é genuíno e merece cuidado. Amar é dar sossego e paz. Na hora certa. E na hora certa deixar ir. Porque quando o ninho estiver pronto, basta paciência para que o pássaro maduro volte e veja que o amor não prende, mas não dá vontade de ir embora.

Raphaela Pacheco



Olar pessoas de bem! Tudo certo por aí?
No post de hoje vou dar umas dicas pra você que é do tipo de pessoa que sonha em fazer algo monstruoso para mudar o mundo, sem saber que a mudança começa aos poucos e em pequenas atitudes, quer saber como? Titia Rapha ensina!


post completo aqui





Oi pessoas mais bonitas do Brasa!!
Hoje começamos uma nova categoria aqui no blog: DEIXA EU FALAR! Se nós vamos problematizar? Mas é claaaaaro que vamos mana e você tá super convidada a participar!
Pra começar, no post de hoje vou falar sobre a tal da SORORIDADE! :D

post completo aqui





Oi bonitas, tudo bem?

Como vocês viram eu cortei meu cabelo beeem curtinho, mas.. eu não gostei! Hahah me arrependi bastante e fui atrás de receitas caseiras para fazer ele crescer mais rápido e achei a receita do shampoo bomba de café. É muito simples de fazer!! Eu usei durante um mês e tirei fotos toda semana para contar a experiência para vocês.

post completo aqui


Oi bonitas! Tudo bem por aí?

Hoje vou falar sobre uma super trend que já tem um tempinho rolando por aí: destroyed!
O destroyed nada mais é do que um jeans todo.. destruído haha o nome já diz tudo né? Então, é um jeans bem despojado, rasgado e não convencional. E o melhor de tudo é que combina com qualquer coisa justamente por ser jeans então não tem erro!

post completo aqui


Oi pessoas bonitas e gulosas, tudo bom por aí?
Como vocês viram, o Meia começou uma nova categoria aqui envolvendo nada mais nada menos que a comida <3 uhul!
Então, no post de hoje vou indicar 4 canais de culinária que eu gosto, vejo e indico, principalmente para os vegs de plantão, vamos lá?

post completo aqui



Parabéns, parabéns, hoje é meu dia que dia mais feliz!! Genteeee, ontem o Meia Colorida completou 2 anos e eu tô que tô só orgulho desse meu filho! Quem me conhece e me acompanha sabe o quanto eu me dedico ao blog e quando tô sem tempo fico triste por ter que deixar ele de lado. Mas todos sabem o quanto ele significa pra mim e o quanto eu fico feliz ao ver o crescimento dele nesse tempo! O Meia já passou por altos e baixos para chegar até aqui e eu quero agradecer cada um que contribuiu pra que ele crescesse dessa forma!
No post de hoje vou contar um pouquinho da minha experiência como vegetariana (em busca do veganismo) e algumas comidinhas, vamos lá?

(Isso é um hambúrguer de tofu com feijão, pra quem acha que eu só como alface hahah)

post completo aqui




Oi gente linda do brasa, tudo certo por aí?
No post de hoje vou contar algumas das minhas maiores vontades (momentâneas ou não) que pretendo cumprir esse ano ou assim que possível hahah
Se você quiser saber mais coisas que eu quero fazer, você encontra várias listinhas aqui no blog (here and here)


post completo aqui


Não sei se vocês leram (e se não leram, façam-me o favor aqui) um texto que escrevi há um tempo falando sobre a tal da bad, tão presente no nosso dia a dia. E esses tempos conversando com uma amiga sobre isso, disse que não me sentia bem ao compartilhar as minhas bads e aprendi a lidar (e ser) sozinha. Ela discordou da minha atitude e então eu expliquei: ou as pessoas não se importam ou elas não entendem.

post completo aqui



No fundo, seu maior medo não é a morte, é a vida. Ela tem medo de uma vida sem amor, sem um amor verdadeiro. 
Ela tem medo de chegar em casa e não ter para quem contar como foi seu dia, ou alguém para quem ela possa cozinhar ou ganhar um chocolate depois de um longo dia no trabalho. 
Ela tem medo de ficar ligada ao passado e nunca se perdoar pelas coisas estúpidas que um dia já fez, por se envolver e entregar parte de si às pessoas erradas que se entregou.


post completo aqui


Oi gente, tudo bem por aí? Hoje o clima por aqui está romântico porque é Valentine's Day! Sei que é uma data pouco comemorada aqui no Brasil, mas nunca é demais mimar quem a gente ama né? No post de hoje eu vou mostrar os casais mais fofuras que eu acho (tanto da vida real como da televisão). Espero que vocês possam se inspirar e se você estiver solteiro/solteira, calma que sua hora vai chegar (se você quiser, claro hahah). Se você tem alguém e quer fazer um agradinho, aqui vai uma dica :)



post completo aqui




Bom dia, boa tarde, boa noite! Tudo certo por aí? :)
Hoje vou contar minhas 5 músicas favoritas do AM para correr (porque agora criei vergonha nessa carinha e tô levando a sério a meta "vida mais verde/saudável" que você encontra aqui)
E se você ainda não conseguiu tirar a bunda do sofá, essa playlist vai dar aquela motivada pra sair correndo por aí!

post completo aqui


Oi pessoas, tudo bem por aí?
No post de hoje eu vou dar dicas de 30 coisas diferentes para fazer durante 30 dias. A ideia surgiu em uma conversa com uma amiga que disse que para esquecermos alguém leva 30 dias e devemos fazer alguma coisa todos os dias. Bom, eu não tô fazendo com esse objetivo, mas achei a ideia ótima, ainda mais nas férias. Se vocês tiverem alguma sugestão, deixem nos comentários =)

post completo aqui




Olar pessoas mais bonitas desse mundão! Tudo bem por aí?

Ano novo, vida nova, campanha nova! UHUL
Para começar 2016 com tudo o Meia Colorida em parceria com o Coletivo Marias da Boca Maldita decidiu iniciar uma campanha super bacana de empoderamento: 31 DIAS DE EMPODERAMENTO.

post completo aqui


Miga sua loca, faz um tempão que não dou dicas de moda nesse ~blog de moda~ né? Mas ah, eu tava precisando de um time e usar meu blog para desabafar, o que me ajudou muito! Agora com todas as energias renovadas, I'm back!!
Esse post é bem pra você que ADORA uma blusinha básica, uma jaqueta jeans, uma camisa xadrez e aquele tênis mega confortável.. Se identificou né? Eu sei querida, por isso mesmo tô aqui, pra dar as melhores dicas de looks básicos pra você que dispensa brilhos e frufrus.

post completo aqui


Oi bonitas!! Tudo bem?
Hoje eu vou falar sobre uma peça que com certeza vocês já viram muito por aí: a Maxi T-shirt! O nome já diz tudo né? Sim, aquelas camisetas meio vestidos que vão pra baixo do joelho muitas vezes! Eu achei sensacional, e parece ser super confortável (tô doida pra comprar uma). Então eu vou dar umas dicas de looks para arrasar com esse trend, vamos lá?


post completo aqui




Oi pessoas bonitas, tudo bem por aí?
Hoje eu vim falar sobre uma coisa que eu gosto muito (e quem me conhece não me deixa mentir): Cheerleading!
Bom, cheerleading é um esporte muito comum nos Estados Unidos e vem ganhando espaço aqui no Brasil também. Muitas universidades tem aderido a essa prática e a minha é uma delas =)


post completo aqui


Oi gente, tudo bem?
Hoje eu vou compartilhar algumas coisinhas que eu adicionei ao meu dia a dia pra deixar a vida mais leve e mais gostosa. São pequenas práticas que fazem nossos dias mais saudáveis e nossa vida mais.. viva! Afinal, todo mundo diz que a felicidade está nas pequenas coisas, não é mesmo?

post completo aqui


Oi gente! Esses dias (dia 7 para ser precisa) foi o meu aniversário =)
Completei 19 anos (e eu achando que os 18 eram pra sempre #chateada), e não poderia deixar de fazer um post sobre isso pra vocês, né? Então resolvi compartilhar algumas coisinhas que aprendi durante esses anos e que parei para refletir esses dias.


post completo aqui


Esses dias vi um vídeo i n c r i v e l de uma guria (incrível) que falava sobre o casamento. Não o casamento em si, mas o fato de ela "não servir para casar". Ao ver esse vídeo, veio aquele tapa na cara que a vida sempre dá e não, eu também não sirvo para casar e adivinha só::::::::::não sou obrigada. Os meus amigos sabem como eu sou péssima na cozinha e algumas pessoas acham um ~absurdo~ uma pessoa ~na minha idade~ (leia-se 19 anos) não saber cozinhar. Não sei mesmo e estou 103% nem aí, não estou aqui pra servir ninguém não.


post completo aqui


O problema de algumas pessoas é que elas perdem muitas coisas boas por não se permitirem. Não se permitem serem gostadas, serem cuidadas e até amadas. Esses dias ouvi "pra estar na vida del@, tem que ser nas condições que el@ impõe" e eu pensei "poxa, que pena. As condições del@ limitam a uma vida tão sozinha, tão triste."
Pessoas covardes tem seus motivos para sê-lo, mas perdem parte da vida por medo. Medo de se entregar, de serem vistas, de serem conhecidas. Limitam a entrada de outras pessoas na sua vida apenas à porta da frente quando tem gente que se daria muito bem dentro de casa.

post completo aqui


Estou numa fase da vida em que o autoconhecimento e um encontro com o meu eu estão sendo o carro chefe da minha caminhada. Sempre soube que essa tarefa era muito difícil, mas só passando por isso para saber quão difícil ela realmente é.
Abrir mão de amizades, companhias, mudar as escolhas que você tinha certeza que eram certas para a sua vida e ver ela virando de ponta cabeça e você sem saber pra onde ir.

post completo aqui


Olar internets! Tudo em ordem por aí? Aqui tá tudo certo!
Como todo bom final/começo de ano a gente sempre faz uma listinha com as coisas que deseja para o ano que se inicia né? E comigo não é diferente hehe
Nesse post vou contar o que eu cumpri da minha listinha de 2015 (que você encontra aqui) e o que eu pretendo pra 2016!

post completo aqui